|Religião?

No Papo Sério de hoje, quero mencionar um trecho de um livro que estou lendo e super recomendo.


“No decorrer da história, muitas pessoas se engajaram em várias formas de sacrifício como parte da prática religiosa. Abrir mão dos desejos pessoais em benefício dos outros pode ser um sinal de verdadeira compaixão quando motivado pelo amor. No entanto, o sacrifício desprovido de amor é uma religião vazia. (…) A adesão rígida a práticas religiosas que perdem de vista o propósito original de desenvolvermos uma relação de amor com os outros é uma religião negativa. Jesus amava a religião, mas odiava a rigidez. O problema não é a religião e sim a sua prática inflexível que priva as pessoas do que elas tem de melhor.”

Jesus, o maior psicólogo que já existiu. – BAKER, Mark W.


Nesse trecho, o autor estava se baseando em Mateus 12:7, onde diz: “Quero misericórdia e não sacrifício”. Sabe quando você julga um livro pela capa e pensa que não vai acrescentar nada na sua vida, aí quando você começa a ler, quer que ele dure para sempre? Foi exatamente isso que aconteceu, encontrei nesse livro razão para continuar batendo bem forte na tecla da liberdade que devemos dar ao Espírito de fazer o que ele quiser, usando quem ele quiser e como ele quiser. É O livro!

Não sei nem por onde começar a falar disso que só entendi porque, ousadamente afirmo, Deus me falou claramente a tempos atrás e permanece me falando. Tenho me entristecido em espírito com as igrejas, aliás, com algumas pessoas que fazem parte delas. No quão vazias tem sido e oro todos os dias pra que isso não aconteça comigo. Esse livro enfatiza muito o fato de darmos tanto lugar às regras, que o Espírito Santo não tem vez em nós, e é a mais pura verdade. Perdemos o objetivo das coisas, a verdadeira motivação que é nos aproximar cada vez mais de Deus e uns dos outros. Deveríamos nos perguntar mais qual o objetivo de fazermos o que fazemos, qual a motivação; será que o que fazemos é pra nos aproximar de Deus? Ou será que a motivação é simplesmente mostrar novas e velhas regras? Ou será ainda, mostrar como agradar o ser humano? Muitos tem tanta sede de números, de catar pessoas pra igreja que esquecem que a igreja não salva ninguém, é abominável ver as igrejas disputando membros entre si, obrigando disfarçadamente as pessoas a serem o que Deus não quer que elas sejam, ver alguns membros acabando com a imagem da igreja do Senhor, muitos não vão as igrejas por verem nelas coisas que são inaceitáveis até mesmo aos olhos humanos; já ouvi pessoas dizendo que a igreja é inútil cara. E não é, pelo menos não foi assim que Deus sonhou, Deus sonhou com uma igreja unida, que largava tudo o que tinham pra seguir a Cristo, que faziam isso com ousadia, que estava tão ligada ao Espírito de Deus  que não ligavam pro que os outros iam pensar dela, simplesmente fazia, uma igreja que se desfazia dos seus bens pra ajudar alguém (Atos 2).

Mas em meus míseros 2 anos de conversão, eu já ouvi alguém dizer que eu não podia fazer encontros de oração tão frequentes, porque isso espantaria as pessoas; fiquei deveras escandalizada com isso. Já vi pessoas se perdendo porque a sede por números é tanta que parece que a saúde espiritual não importa. Já vi pessoas desistindo de algo, porque não podiam fazer nada, porque as regras não permitem que o Espírito seja livre em nós e nós nele. Vejo pessoas vivendo uma religião tão vazia, mas tão vazia que pensam estar agradando a Deus, quando na verdade querem agradar a homens e regras. Será que não percebem que essa rigidez só afasta as pessoas, só impede que as pessoas queiram conhecer Jesus. Eu oro pra que acordem! E não, não estou falando da igreja a qual eu frequento, mas sim das igrejas como um todo.

Eu agradeço a Deus pois vejo muitos pensando assim, muitos querendo fazer loucuras pra Deus e que mesmo sendo barrados, ainda querem tentar e lutar, querem mais, porque simplesmente sabem que tem mais, não é só isso, não pode ser só isso. Se você que está lendo não é cristão, ou não frequenta um templo, te peço perdão por estar lendo isso, mas te peço que entenda que você não pode deixar de vir por isso, não pode deixar de se entregar por isso, se mesmo não frequentando ou não tendo aceitado a Cristo, isso te indigna de alguma forma; venha, venha e beba da fonte de Água Viva, Deus vai se alegrar de ver alguém que quer fazer diferente, alguém que quer viver a religião da forma bíblica, não da forma humana. Não te mostro aqui o amor de Deus, porque acho que você precisa entender sobre arrependimento, se arrependa de tudo que não agrada a Deus e sujeite-se a essa vida que, embora eu esteja em lágrimas, eu vivo com o maior amor do mundo, porque eu sei que tem mais e eu sei que na Eternidade, eu não mais chorarei, não por motivos ruins.

Graças a Deus, as coisas boas em estar em Cristo são tão maiores e mais numerosas que as que me fazem chorar.

Obrigada Deus pelos que são igreja e não somente a frequentam. E nos livre da religião vazia.


Hoje não tem o “pra ouvir”, não consegui lembrar ou não conheço um louvor que descreva isso que escrevi.

8 comentários em “|Religião?

  1. Papo mais que sério!!!
    Jesus está muito acima das religiões, é preciso o despertar verdadeiramente para esse fato. O aceitar Jesus é coração e não há regras humanas capaz de mudar isso.

  2. Estimada irmã em Cristo, Elisa.

    Sábias as palavras, que Deus continue te abençoando e capacitando a cada dia mais, e que seu ministério, ademais o seu blog seja um canal para abençoar a vida de muitos.. Parabéns!

    Deus seja contigo,

    Abraços fraternais a vc e ao primo, RS…

    Paz!
    PR. Rodrigo

Deixe uma resposta