.história de amor.

Oi gente, hoje tem post de sexta escrito siiim!

Sobre a minha história de amor… e não, essa não de um amor “normal”, não é sobre quando você encontra o homem ou mulher da sua vida… é sobre quando você encontra, a Vida!

Eu já contei minha história por aqui, sobre o que e como sofri… As consequências disso foram que me tornei uma criança/adolescente extremamente violenta, (não, nunca briguei! Já quis, mais na hora do vamo ver, eu fiquei com o coração apertado) eu gostava de andar como se estivesse pronta pra briga, era uma defesa pra conseguir o respeito das pessoas, mas eu conseguia mesmo era por medo em alguns. Eu seeei, é inacreditável olhando pra minha face dócil haha! Quando cresci, comecei a viver loucamente, bebia muito, saia de segunda a segunda se deixasse; eu era louca cara… Tudo isso pra tentar preencher um vazio gigante que eu tinha, mas não dava certo.. Quando o efeito do álcool e as festas findavam, o vazio ainda tava ali, escancarado sabe!?

Fui rodeada de pessoas que me amavam de verdade, amigos incríveis e era raro quando eu sabia receber esse amor e dar de volta. Eu era grossa, fria… Mas mesmo assim ouvi uma amiga incrível dizer duas vezes que iria rezar sempre por mim, até que eu firmasse em Cristo, tive um fulano aí que veio na porta da minha casa ler a Bíblia comigo, quando eu estava cega pra Deus e quando me mudei pra Pernambuco, tive uma eterna amiga que disse que só pararia de orar quando eu me rendesse e tudo isso foi importante pra mim, cada detalhe me quebrantou aos poucos… Quando voltei pra Minas, voltei querendo ser louca de novo, tava voltando pro lugar de antes, pessoas de antes… Achei que seria tudo igual, então eu tinha que voltar a ser como eu sempre fingi que era, louca! Porém, uma vez; quando eu tava tentando ir aos cultos, e eu achava que ir ao culto era o bastante; fui à um bar na rua do fulano que citei ali em cima e comecei a me sentir perdida, senti que ali não era meu lugar, fez sentido pra mim o quanto não fazia sentido viver aquilo ali, o quanto tudo era um lixo mundano e manipulador onde as pessoas fingiam ser felizes; fez sentido pra mim que eu fui aquilo um dia, já não era mais. Num desespero comecei a orar:

Senhor, não sei se você ta aí mesmo, mas acho que sim. Se você tá aí, me olhando. Me faz lembrar onde é a casa de fulano…

Então Deus não me lembrou onde era… Ele me mostrou fulano na varanda.. E viver aquilo ali, ver fulano, foi como ouvir o próprio Deus dizer que tava só esperando eu clamar, eu verbalizar que queria voltar.

Um tempo depois, eu tava brigada com uma prima minha, era carnaval. Toda a família ia pra Itambé, menos ela, logo, eu ia! Porém descobri que ela iria sim… Então rapidamente quando questionada dei logo a desculpa. “Não vou não, porque eu vou pro retiro”; eu ia? Não, nem tinha pensado nisso, tava no boletim, embora eu tivesse clamado, ainda não tava disposta. Mas pra não mentir, eu fui! E conheci as melhores pessoas do mundo, pessoas que usadas por Deus, me ensinaram a receber amor e a amar de volta, que me ajudaram a me livrar da frieza e da grosseria… Pessoas que sou eternamente grata!

Hoje a única forma de explicar e finalizar essa história de amor, é que a Vida, é Jesus, é com Ele minha história mais linda de amor! Hoje eu sei que embora eu seja um grande nada e não tenha nada; eu tenho tudo, porque Ele é meu Tudo! Ele me salvou! Ele deu a vida por mim!

E a sua história de amor? Qual é? É com Jesus também? O desafio da semana é compartilhar sua história de amor, contar pras pessoas algo bom e lindo e com isso, motivar pessoas a quererem ser amadas também. o Amor cura! Amor, com A maiúsculo, A de Deus!


Assista também:


#compartilheoamor

#euvençodesafios


Deixe uma resposta